Alimentação equilibrada é arma contra doenças de inverno


Se você é daqueles que com a chegada do inverno vive desenvolvendo infecções e está permanentemente refém de gripes e resfriados, cuidado: parte do problema pode estar na sua alimentação. Com a chegada do frio é comum haver queda nas defesas do organismo, que gasta mais energia para se manter aquecido. As mucosas ficam ressecadas e o conjunto desses fatores favorece os males da estação. A boa notícia é que em vez de se entupir de remédios é possível encontrar a cura dentro de casa, ou melhor, na cozinha.

A alimentação saudável - com vitaminas, minerais e antioxidantes - fortalece o sistema imunológico, que está permanentemente em contato com vírus e bactérias. Cabe a ele, que é a "tropa de choque" do organismo, eliminar os patogênicos (que provocam doenças) e permitir apenas a presença dos inofensivos. "E quem está com sintomas pode ter boa recuperação com ajuda dos alimentos", diz a médica ortomolecular Osvalmira Coutinho.

Para fortalecer o sistema imunológico, alguns ingredientes não podem ser esquecidos. "Própolis possui ação antiinflamatória, anestésica, antifúngica e cicatrizante. Além disso, auxilia no equilíbrio do aparelho respiratório. Gengibre ativa as células de defesa do organismo e a noz moscada reduz inflamação e dor", recomenda a nutricionista Natália Lautherbach, da rede Mundo Verde. "Beber bastante água, sucos e chás quentes é imprescindível."

Também especializada na área ortomolecular, a médica Luciana Granja lembra que a água evita desidratação e ajuda o corpo a reagir em caso de febre. Previne o ressecamento de nariz e garganta, favorece o amolecimento do muco e facilita a eliminação de secreções. "Bom é consumir chá com ervas ou plantas como salsa, malva, eucalipto, gengibre e guaco. Servem ainda para inalações e gargarejo", recomenda.

No tratamento caseiro, as possibilidades são múltiplas. "A tosse pode ser combatida com suco de abacaxi, própolis e mel. Alho também é muito bom, mas deve ser consumido cru, sob forma de tempero em saladas ou torradas", sugere a médica Sara Bragança. "Gargarejo de romã com água morna é excelente no tratamento de infecções na garganta", diz Sara, que também trabalha com terapia ortomolecular.

Chá verde: eficiente antigripal

Com o crescimento vertiginoso da gripe suína mundo afora e a falta de vacinas para enfrentar a epidemia, especialistas iniciam pesquisas para testar a eficiência do chá verde como fator de proteção a diversos tipos de vírus influenza. De acordo com o infectologista Alex Botsaris, pode ser grande a probabilidade de o composto atuar, também, no combate ao vírus H1N1, da nova gripe. "Os polifenóis do chá verde neutralizam a reprodução do vírus da gripe", explica Botsaris.

Para ter efeito antigripal é preciso consumír diariamente três xícaras de chá. "Cada uma tem que conter de dois a três gramas das folhas secas, acrescidas de 150ml de água fervente. Basta agitar por cinco minutos e beber", ensina. O infectologista chama a atenção para alguns alimentos capazes de fortalecer o sistema imunológico. "Cogumelos como shitake e maitake deixam as células de defesa mais ativas e eficientes", completa.