TIPOS DE ARROZ NO MUNDO.

TIPOS DE ARROZ NO MUNDO.


  

O arroz é o alimento mais consumido no mundo e seu cultivo é tão antigo quanto a própria civilização. Referências ao arroz são citadas desde 2800 a.C. na China. Da Ásia, conquistou espaço na Europa e no norte da África. Na Espanha, para onde foi levado pelos árabes, no século XV, ganhou fama como ingrediente principal do prato mais famoso do País: a paella. No Brasil o arroz é comida básica e elementar. O Brasil é um grande produtor e consumidor mundial de arroz.

Abaixo, veja que cada tipo de arroz pode se comportar melhor de acordo com o uso gastronômico.

Entre os italianos se destacam o Arbóreo: arredondado, grosso e branco. Ideal para risotos. Tem o cozimento mais rápido que os outros italianos. Carnaroli: deixa o risoto mais al dente. Seus grãos são um pouco mais compridos que os outros tipos italianos. Vialone Nano – tem mais amido que seus compatriotas e vai bem em risotos e minestrones (sopas).

Entre os importados há o Japonês: grãos pequenos, mas com alta concentração de amido. É ideal para sushi. Basmati – indiano, é longo e fino e tem sabor delicado.  No preparo leva apenas água e sal. Bomba - grão espanhol, bem curto. Usado para paellas, concentra em seu núcleo o sabor dos temperos. Jasmim - tailandês de grão longo. Perfumado como o basmati. Indicado para cozimento no vapor.

No Brasil o Branco é o mais popular. O agulhinha é o arroz do dia-a-dia. O tipo 1 tem grãos inteiros. O tipo 2 não tem padrão. Pobre em nutrientes porque passa por um processo de polimento, o que retira a película protetora onde estão os nutrientes. Integral – como não é polido, conserva sua película externa e por isso, mais nutritivo. De cozimento lento, pede mais água do que o arroz branco. Parbolizidado - é o arroz que antes do descascamento e polimento é submetido a um tratamento hidrotérmico denominado parboilização. O processo ajuda a enviar os nutrientes contidos na casca e na película para dentro do grão. Preto - versão brasileira do arroz que teve origem na China. O gosto evoca pinhão e castanha. Vai bem em paella, risoto e salada. Selvagem – apesar de levar nome de arroz, é uma erva. Tem sabor amendoado e vai bem em saladas ou misturado com arroz basmati. Vermelho - também conhecido como arroz-da-terra e arroz de veneza.  Na Paraíba, o grão constitui um dos principais ingredientes da culinária regional. Os grãos levam mais tempo para cozinhar e têm consistência cremosa, o que é uma ótima característica para risotos. Têm sabor amendoado.



fonte:http://divinaitaliapraia.com.br/wordpress/?p=255